Eventos

Fevereiro 2020

dom seg ter qua qui sex sab
26
27
28
29
30
31
1
 
 
 
 
 
 
2
3
4
5
6
7
8
 
 
 
 
9
10
11
12
13
14
15
 
 
 
 
 
 
16
17
18
19
20
21
22
 
 
 
 
23
24
25
26
27
28
29

Próximos Eventos

14/03

Com imagens que revisitam os desfiles das escolas de samba, dos blocos de rua e dos momentos expressivos da cultura popular, a mostra “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente” é atração da sala expositiva da Estação Cultura. A mostra pode ser conferida até o dia 22 de março.

 O material reúne cerca de 50 painéis com os acervos do Centro de Memória da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS), de Aluizio Jeremias, da área de fotografia da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Campinas e da fotógrafa Fabiana Ribeiro.

Um dos destaques da mostra é a série de imagens que revisitam a atuação de Alceu Estevam na divulgação do samba de bumbo praticado nos quintais das casas de familiares.

Alceu, que morreu em 2018, foi um dos fundadores e um dos mais ativos integrantes do grupo Urucungos, Puitas e Quijengues, formado por Raquel Trindade a partir de um curso na Unicamp. 

Além dos painéis históricos, o visitante também poderá conferir fotos dos blocos atuais, como Berra Vaca, Unidos do Candinho, União Altaneira, Cupinzeiro, entre outros.

 

Serviço

Exposição: “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente”

Quando: até 22 de março, de segunda a sábado, das 9h às 21h; domingos e feriados das, 10h às 21h.

Onde: saguão da Estação Cultura (Praça Marechal Floriano, s/n. Centro. Campinas)

Entrada gratuita

15/03

Com imagens que revisitam os desfiles das escolas de samba, dos blocos de rua e dos momentos expressivos da cultura popular, a mostra “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente” é atração da sala expositiva da Estação Cultura. A mostra pode ser conferida até o dia 22 de março.

 O material reúne cerca de 50 painéis com os acervos do Centro de Memória da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS), de Aluizio Jeremias, da área de fotografia da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Campinas e da fotógrafa Fabiana Ribeiro.

Um dos destaques da mostra é a série de imagens que revisitam a atuação de Alceu Estevam na divulgação do samba de bumbo praticado nos quintais das casas de familiares.

Alceu, que morreu em 2018, foi um dos fundadores e um dos mais ativos integrantes do grupo Urucungos, Puitas e Quijengues, formado por Raquel Trindade a partir de um curso na Unicamp. 

Além dos painéis históricos, o visitante também poderá conferir fotos dos blocos atuais, como Berra Vaca, Unidos do Candinho, União Altaneira, Cupinzeiro, entre outros.

 

Serviço

Exposição: “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente”

Quando: até 22 de março, de segunda a sábado, das 9h às 21h; domingos e feriados das, 10h às 21h.

Onde: saguão da Estação Cultura (Praça Marechal Floriano, s/n. Centro. Campinas)

Entrada gratuita

16/03

Com imagens que revisitam os desfiles das escolas de samba, dos blocos de rua e dos momentos expressivos da cultura popular, a mostra “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente” é atração da sala expositiva da Estação Cultura. A mostra pode ser conferida até o dia 22 de março.

 O material reúne cerca de 50 painéis com os acervos do Centro de Memória da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS), de Aluizio Jeremias, da área de fotografia da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Campinas e da fotógrafa Fabiana Ribeiro.

Um dos destaques da mostra é a série de imagens que revisitam a atuação de Alceu Estevam na divulgação do samba de bumbo praticado nos quintais das casas de familiares.

Alceu, que morreu em 2018, foi um dos fundadores e um dos mais ativos integrantes do grupo Urucungos, Puitas e Quijengues, formado por Raquel Trindade a partir de um curso na Unicamp. 

Além dos painéis históricos, o visitante também poderá conferir fotos dos blocos atuais, como Berra Vaca, Unidos do Candinho, União Altaneira, Cupinzeiro, entre outros.

 

Serviço

Exposição: “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente”

Quando: até 22 de março, de segunda a sábado, das 9h às 21h; domingos e feriados das, 10h às 21h.

Onde: saguão da Estação Cultura (Praça Marechal Floriano, s/n. Centro. Campinas)

Entrada gratuita

17/03

Com imagens que revisitam os desfiles das escolas de samba, dos blocos de rua e dos momentos expressivos da cultura popular, a mostra “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente” é atração da sala expositiva da Estação Cultura. A mostra pode ser conferida até o dia 22 de março.

 O material reúne cerca de 50 painéis com os acervos do Centro de Memória da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS), de Aluizio Jeremias, da área de fotografia da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Campinas e da fotógrafa Fabiana Ribeiro.

Um dos destaques da mostra é a série de imagens que revisitam a atuação de Alceu Estevam na divulgação do samba de bumbo praticado nos quintais das casas de familiares.

Alceu, que morreu em 2018, foi um dos fundadores e um dos mais ativos integrantes do grupo Urucungos, Puitas e Quijengues, formado por Raquel Trindade a partir de um curso na Unicamp. 

Além dos painéis históricos, o visitante também poderá conferir fotos dos blocos atuais, como Berra Vaca, Unidos do Candinho, União Altaneira, Cupinzeiro, entre outros.

 

Serviço

Exposição: “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente”

Quando: até 22 de março, de segunda a sábado, das 9h às 21h; domingos e feriados das, 10h às 21h.

Onde: saguão da Estação Cultura (Praça Marechal Floriano, s/n. Centro. Campinas)

Entrada gratuita

18/03

Com imagens que revisitam os desfiles das escolas de samba, dos blocos de rua e dos momentos expressivos da cultura popular, a mostra “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente” é atração da sala expositiva da Estação Cultura. A mostra pode ser conferida até o dia 22 de março.

 O material reúne cerca de 50 painéis com os acervos do Centro de Memória da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS), de Aluizio Jeremias, da área de fotografia da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Campinas e da fotógrafa Fabiana Ribeiro.

Um dos destaques da mostra é a série de imagens que revisitam a atuação de Alceu Estevam na divulgação do samba de bumbo praticado nos quintais das casas de familiares.

Alceu, que morreu em 2018, foi um dos fundadores e um dos mais ativos integrantes do grupo Urucungos, Puitas e Quijengues, formado por Raquel Trindade a partir de um curso na Unicamp. 

Além dos painéis históricos, o visitante também poderá conferir fotos dos blocos atuais, como Berra Vaca, Unidos do Candinho, União Altaneira, Cupinzeiro, entre outros.

 

Serviço

Exposição: “Do Samba ao Carnaval – A influência rítmica afrodescendente”

Quando: até 22 de março, de segunda a sábado, das 9h às 21h; domingos e feriados das, 10h às 21h.

Onde: saguão da Estação Cultura (Praça Marechal Floriano, s/n. Centro. Campinas)

Entrada gratuita

Páginas